sexta-feira, 30 de julho de 2010

Rage Against the Machine no Brasil

Essa será a primeira apresentação da banda no país.





O festival SWU Music and Arts confirmou nesta sexta-feira (30) que o Rage Against the Machine irá se apresentar no evento, que acontece entre 9 e 11 de outubro em Itu, interior de São Paulo.

A banda do guitarrista Tom Morello e do vocalista Zach de la Rocha será a principal atração do primeiro dia do festival, que também terá shows de Sublime, Kings of Leon, Incubus, Regina Spektor, Pixies e Linkin Park.

O grupo se separou em 2000 e nunca tocou no Brasil. Durante essa época, os músicos Tom Morello, Tim Commerford e Brad Wilk formaram o Audioslave, com Chris Cornell, ex-Soundgarden, nos vocais.

Os quatro integrantes originais voltaram à ativa em 2007 e, desde então, fazem apresentações em festivais do mundo inteiro, geralmente como headliners. Ao todo eles produziram seis discos , sendo quatro discos de estúdio e dois ao vivo.

Dentre as principais músicais do Rage Against estão o hit "Killing in the name", "Testify", "Guerrilla radio" e "Bulls on parade". Parte delas está disponível em games musicais como "Rock band" e "Guitar hero".

Ingressos
Os ingressos para o evento estão à venda pelo site www.ingressorapido.com.br e nos pontos de venda do festival. A entrada para um único dia custa R$ 190 (pista comum) e R$ 560 (pista vip). O passaporte para os três dias , à venda a partir de segunda-feira (2), tem o valor de R$ 570 (pista comum) e R$ 1.680 (pista vip).

quinta-feira, 29 de julho de 2010

“Nowhere boy” a história do jovem John Lennon

Um adolescente solitário, abandonado pela mãe e criado pela tia. Rodado em Liverpool, o filme vai abordar a paixão do ex-beatle pela música e a amizade com Paul McCartney.





Foi divulgado nesta ultima quarta-feira (28) o cartaz nacional do filme “ Nowhere boy” (O garoto de Liverpool), que mostra a juventude do beatle John Lennon. O filme está programado para estrear no Brasil dia 1º de outubro.

O roteiro de "Nowhere boy", que traz Aaron Johnson no papel principal, foi escrito por Matt Greenhalgh (de "Control") e detalha a história de Lennon como um adolescente solitário, abandonado por sua mãe e criado por uma tia autoritária (Kristin Scott Thomas).

O filme retrata a amizade com Paul McCartney (Thomas Sangster), mostra seu ídolo que é Elvis Presley, além da música e a arte , paixões assumidas por John Lennon .

"As mulheres da juventude de John literalmente formaram a pessoa em que ele se transformou", disse a diretora, a artista plástica Sam Taylor-Wood, na época do início das filmagens. Além dos pontos fortes e fracos de seus relacionamentos .

Kamala: a nova força do Metal nacional

O cenário do Heavy Metal brasileiro ressurgiu das cinzas, voltou a cresceu e, hoje, tem a capacidade de reproduzir uma enorme safra de excelentes bandas. Um desses bons frutos é o Kamala. Com uma sonoridade pesada e empolgante, o grupo vem se destacando cada vez mais dentro tão concorrido segmento musical.

Em entrevista, os músicos Raphael Olmos e Andreas Dehn discorreram sobre a carreira do grupo, o processo de produção do álbum Fractal, shows e o que eles tem feito para conquistar o reconhecimento do público e da imprensa.

Com vocês, mais um promissor nome do Metal nacional!

por Costábile Salzano Jr

A banda lançou o disco Fractal. O que vocês podem dizer do processo de composição e gravação deste trabalho? Estão satisfeitos com o resultado musical?
Andreas Dehn
: Estamos muito satisfeitos e orgulhosos com o lançamento do Fractal. Entrei na banda em janeiro de 2009, e a banda se encontrava no meio do processo da pré-produção/composição do Fractal. Tivemos uma química desde o primeiro teste e tive liberdade para contribuir com arranjos, intros e alguns riffs.
Raphael Olmos: Sentimos que este lançamento elevou o Kamala para um próximo nível e justamente por essa evolução que sentimos, escolhemos o nome Fractal, que é uma figura geométrica que tem como uma de suas representações o sentido evolutivo.

Qual é o conceito do nome Kamala?
Raphael
: Quando formei a banda buscava um nome fácil de guardar e com um significado positivo. Kamala é uma deusa hindu da sabedoria e do poder. Aproveitamos esse significado para trabalhar elementos no visual e no som da banda.

Em Fractal, vocês tiveram algum tipo de preocupação em especial em relação a produção como querendo soar mais pesado, mais moderno ou até mais na cara?
Andreas
: A principal preocupação é como a música está sendo recebido pelo público e a execução delas ao vivo. Procuramos fazer um álbum com músicas fortes, com energia. E os objetivos principais nisso foram partes mais pesadas, bem “na cara”, mas ao mesmo tempo mais melodias para grudar na cabeça do ouvinte.

Na sua opinião, quais são os pontos diferenciais entre Fractal e deu antecessor?
Andreas
: Como na pergunta acima aumentamos o peso, mas também adicionamos mais melodias. Ao mesmo tempo as músicas foram mais variadas para ter uma boa dinâmica durante todo disco.
Raphael: Outra principal diferença foi que o primeiro álbum foi feito para uma guitarra e apenas depois que as músicas estavam prontas, o Ralph entrou para a banda. Para o Fractal, mesmo com a saída do Ralph, eu já estava fazendo músicas com arranjos para duas guitarras e o Andreas logo que chegou colaborou muito neste aspecto, pois ele sabe trabalhar muito bem com melodias. O Fractal é um álbum mais maduro, trabalhado melhor as estruturas, com músicas mais pesadas e ao mesmo tempo mais melódicas.

Neste disco, vocês trabalharam com o Ricardo Piccoli, que além de um grande músico tem se destacado muito pela produção e engenharia de som. Como foi o relacionamento de vocês dentro do estúdio? Ele chegou a participar de algo mais efetivamente?
Andreas
: Além de um grande músico e produtor, tornou-se um grande amigo também. O melhor no trabalho junto com o Piccoli é que ele tem uma mente muito aberta, bem receptivo para as idéias que a banda quer passar. Aconteceram muitas reuniões somente juntando idéias, escutando exemplos de várias gravações diferentes, para depois botar em prática a sonoridade que esperávamos para este trabalho. E nesse processo o produtor vira músico da banda. Sem o Piccoli o Fractal não seria o que é hoje.

Poderia comentar sobre as músicas de Fractal. Do que elas tratam? Qual é a mensagem que vocês querem passar ao público?
Raphael
: Com relação às letras, são bem pessoais, falando de algo que passei e a música funciona como uma terapia, como algo para me “limpar”, então quando escrevo, coloco tudo para fora o que estou sentindo. As letras do Fractal não são ligadas entre si, porém tem como tema geral, escolhas e suas conseqüências, você tem dois caminhos a seguir, após isso, tudo que vem é resultado de uma escolha. Com relação à parte instrumental, buscamos fazer algo que quem escutar saiba que é o Kamala. Temos diversas influencias no metal e até mesmo em outros estilos, buscamos fazer um som pesado, intenso e com dinâmica variada.

O estilo musical proposto pela banda está começando a passar pelo mesmo processo de saturação que outros segmentos passaram. Por isso, o que vocês fazem para não deixar o seu som repetitivo ou igual as outras bandas?
Andreas
: Temos o tema central indiano “hindu”, mas ao mesmo tempo estamos abertos para várias etnias e estilos. Tudo funciona como um “tempero”, não somos uma banda de “hindu metal”, e sim somos uma banda de metal, porém nada 100 % tradicional. No álbum Fractal, por exemplo, utilizamos cantos da Mongólia e batidas eletrônicas na música “Determination”.

Por que vocês decidiram manter um uniforme?
Andreas
: O visual é uma parte muito importante, onde até banda que decide não utilizar “uniforme” de alguma maneira, segue um estilo/tendência visual. O jeito como você se apresenta como banda gera uma impressão e obviamente a uniforme Kamala chamou muita atenção.
Raphael: Estamos utilizando o vermelho como cor primária, pois é uma cor forte, intensa e isso “soma” com a intensidade e força das músicas, proporcionando um show com um clima único para o público, eles sabem que é o Kamala que está tocando. Temos o grande orgulho de ter o patrocínio da renomada marca Lady Snake Rock Wear, que trabalha com grandes nomes do metal e que fez um grande trabalho em nossas roupas de palco.

Nos últimos anos, o cenário brasileiro cresceu e se desenvolveu bastante mesmo com alguns percalços pela estrada. Hoje podemos listar pelo menos 10 bandas nacionais de peso e que não devem nada para bandas gringas. Com este novo disco, o Kamala está começando a se credenciar nessa lista. O que vocês tem feito de diferencial para superar e ter mais destaque que esses outros grupos?
Raphael
: O Kamala é a nossa empresa e estamos desenvolvendo um trabalho diferenciado juntamente com as pessoas que acreditam e trabalham junto com a banda. Tudo é feito com muita dedicação, disciplina, determinação e extremo profissionalismo, buscando alcançar nossos objetivos e sonhos.

Apesar de estarmos nos tempos modernos, o Heavy Metal ainda sofre com um certo tipo de censura. Como vocês fazem para drilhar essa pedra no caminho da maioria das bandas do estilo?
Raphael
: Valorizamos nosso trabalho. O que ainda existe infelizmente é o preconceito. Pessoas pobres de cabeça que acham que as letras não têm conteúdo, que para tocar um estilo como o nosso não necessita de estudo do instrumento, investimento em bons equipamentos e etc.

O Heavy Metal é um estilo musical muitas vezes associado ao demônio, às forças ocultas, etc. Porém, nos últimos anos, algumas bandas tem seguido a tendencia de passar mensagens positivas mesmo sem ser White Metal. Vocês tem esse tipo de preocupação devido a essa influência hindu?
Raphael
: Gosto de tratar em minhas letras algo mais próximo. Seja algo positivo, como a faixa "Determination" do Fractal, que trata de ter um foco/objetivo e aconteça o que acontecer, você vai superar tudo para alcançar sua mete ou na faixa "Genocide" do primeiro trabalho, que trata de acabar com a raça de pessoas que sempre buscam em prejudicar a vida dos outros, acabar mesmo, sem dó e nem piedade. Boas letras, são aquelas com conteudo. Não são todas bandas que escrevem de demônios e forças ocultas que fazem bem, e assim como todos os estilos, existem "cliches". Uma banda que gostou muito e acho que desenvolvem um trabalho fantástico nesse tema é o Behemoth, por exemplo. Acho que o artista tem que ser verdadeiro e tratar de qualquer assunto que lhe interessa.

Infelizmente, apesar da qualidade das bandas nacionais, a maioria dos produtores de shows tem investido na realização de eventos com bandas covers. Por que isso acontece? Por que será que o público não percebe que está matando quem faz um trabalho autoral e que merece o digno espaço?
Raphael
: Isso acontece devido a uma fatia do público que alimenta isso. Infelizmente, ainda existem pessoas que não olham para as bandas nacionais que vem desenvolvendo um trabalho de qualidade. E muitas bandas de som próprio aceitam tocar por qualquer “oferta”. Claro para quem quando está começando toda oportunidade de divulgação é válida, agora existem muitas bandas no metal nacional que tocam em troca de um “x-músico”, pagam para abrir shows internacionais. Enquanto estiverem bandas se sujeitando a pouca valorização do trabalho e shows de covers lotarem, enquanto shows de música autoral não ter o público merecido, isso continuará infelizmente a ser alimentado.

Andreas, me contaram que você gosta muito de futebol. Como você faz para acompanhar os jogos e o dia-a-dia do seu time na Alemanha. Acredito que TV a cabo e internet sejam os melhores meios de informação, certo?
Andreas
: Sem dúvida! Não posso ir ao campo devido a distância, mas graças a TV a cabo e a internet consigo ficar atualizado de tudo que acontece no futebol Alemão.

Lendo a sua biografia percebi que praticamente um álbum pode chegar perto das músicas fortes do Kamala e você tem mais influencia dos discos dos chamados Guitar Heroes. Qual é o seu processo de inspiração?
Andreas
: Todos no Kamala não são fechados para nenhum estilo musical e com isso vários elementos surgem como inspiração para as músicas da banda. Buscamos fazer uma música que tenha vários desses elementos, como por exemplo, o peso aliado à melodia, e a técnica combinada com uma base mais simples e direta.

Vocês participaram do festival Roça in Roll. Como surgiu este contato e como foi participar deste grande evento?
Raphael
: Mandamos o material na edição passada para o pessoal da organização, porém não aconteceu de entrar no cast. E este ano rolou e as expectativas foram as melhores possíveis, devido a importância que o Roça ´n´Roll vem tendo no circuito nacional. E chegando lá nos deparamos com um público realmente INSANO, que agitaram do começo ao fim. O show foi filmado e juntamente com outras imagens, está sendo produzido o segundo video clipe do "Fractal", novamente com a produtora Studio Kaiowas, que fez um ótimo trabalho no primeiro video clipe, da faixa "Consequences".

Recentemente tivemos a lastimavel perda da ilustre pessoa de Ronnie James Dio. O que você tem a dizer sobre este fato?
Andreas
: Dio foi para mim o vocalista mais expressivo do todos no mundo do metal. O timbre e a força da voz dele têm um grande impacto. Fiquei muito triste ler todas as notícias falando sobre a sua morte e fico mais triste ainda que nunca tive a oportunidade ver um show dele ao vivo.
Raphael: Dio foi um vocalista que realmente dava emoção para o que estava cantando, você se sente dentro da música quando escuta Dio em ação! Além de um grande músico, sempre tive admiração pela sua pessoa através de todas entrevistas que li e assisti, tudo era uma verdadeira “aula sobre o metal”. Sem dúvida ele fará muita falta, mas com mais certeza ainda ele deixou um belo legado para ser muito apreciado e lembrado.

Por favor, deixe uma mensagem aos internautas.
Raphael
: Gostaria de agradecer o espaço e convidar para todos os leitores acessarem nosso site http://www.kamala1.net/, para conhecer mais sobre a banda, ver agenda de shows, fotos, vídeos, curiosidades, loja virtual, comunidades relacionadas, contatos para shows e esperamos que cada um dos leitores possa ver o Kamala ao vivo em breve!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Smashing Pumpkins confirmam show em novembro no Brasil




Nesta quarta-feira, em seu site oficial, a banda Smashing Pumpkins ,confirmaram sua vinda ao Brasil. Na página, eles anunciaram uma apresentação no Playcenter, em São Paulo, no dia 20 de novembro. Mesma data e lugar do festival Planeta Terra.
Os ingressos para o festival, que já confirmou presença de Hot Chip e Phoenix, estão à venda pelo site da Tickets for Fun ou pelo fone 4003-6464.
O primeiro lote custa R$ 160, o segundo vai custar R$ 180. Já o terceiro, R$ 200, e o último, R$ 220.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Primeiro lote de ingressos para apresentação do vocalista do MxPx em SP esgotados

A produtora Dark Dimensions, responsável pela vinda do vocalista e baixista Mike Herrera, mentor dos grupos MxPx e Tumbledown, informa que o primeiro lote de ingressos para a única apresentação que o músico realizará no Brasil estão esgotados.

Devido a grande procura do evento, a empresa disponibilizará a partir de hoje um nova cota de entradas. Os fãs interessados em conferir o show que será realizado no próximo dia 22 de agosto (domingo), no Carioca Club, em São Paulo, devem se antecipar para não ficar de fora. Os ingressos para este grande espetáculo, que terá os clássicos do grupo norte-americano em formato acústico, podem ser adquiridos tanto na lojas Lady Snake, na tradicional Galeria do Rock, ou pela internet, no site Ingresso Rápido. Os preços variam de R$ 35,00 a R$ 80,00 entre pista e camarote.

Mike Herrera, considerado um dos artistas mais respeitados do punk rock/hardcore, recentemente enviou uma mensagem ao público brasileiro. Assista o video em

Serviço São Paulo
Data: 22/07/2010 – São Paulo/SP
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899
Horário: 20h
Pontos de vendas: loja Lady Snake (Galeria do Rock) (11) 3333.6931 ou (11) 3361.7705
Internet: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=11044
Informações: (11) 7527.4084
Imprensa: (13) 9161.6267

Links relacionados:
http://www.mxpx.com
http://www.myspace.com/mxpx
http://www.cariocaclub.com.br
http://theultimatepress.blogspot.com

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vocalista da Shadowside trocou as categorias de base do Santos FC pelo Heavy Metal

Frontwoman está em destaque na Fut!, revista publicada pelo jornal Lance!

Dani Nolden, vocalista da Shadowside, não é apenas uma artista marcante dentro do cenário do Heavy Metal. A frontwoman recentemente ganhou as páginas da Fut!, revista do maior periódico esportivo do País, o jornal Lance!. Em entrevista à jornalista Thaís Meinicke, a cantora relembrou dos tempos os quais vestia a camisa do Santos FC e revelou porquê abandonou os gramados para seguir carreira musical. Na mesma reportagem, Dani também falou sobre o inicio do grupo, os shows internacionais, a receptividade do álbum Dare to Dream e adiantou, com exclusividade, que já estão em processo de composição do seu terceiro registro fonográfico.

Além disso, a Shadowside está em destaque na nova edição da revista Rock Brigade. A performance que o grupo realizou no Rock Feminino, festival realizado recentemente em Rio Claro (SP), recebeu muitos elogios por parte do redator Henrique Inglez. “(...) os sempre competentes integrantes da Shadowside fizeram um show explosivo. A trupe santista que está com a turnê do celebrado disco Dare To Dream sacudiu a galera (...)”. Vivian Guilherme, organizadora do evento, também não poupou palavras para expressar a sua admiração pela banda. “Admiro a garra deles. Sou fã da Dani. Gosto de sua presença de palco e do seu vocal incomparável".

Ambas as revistas encontram-se nas bancas ou podem ser adquiridas junto ao SAC dos respectivos meios de comunicação.

Nesta quarta-feira, dia 28 de julho, Dani Nolden e o guitarrista Raphael Mattos serão entrevistados a partir das 18h, no programa Music Box, da emissora UPTV. Os internautas que acessarem www.uptv.com.br poderão interagir, ao vivo, com os músicos.

Mais novidades podem ser anunciadas nos próximos dias nas redes sociais Twitter ou MySpace. Para conferir todas as notícias ligadas à banda, acesse http://twitter.com/shadowsideband ou http://www.myspace.com/shadowsideband.

Raphael Mattos, guitarrista da Shadowside

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Venda de ingressos para Bon Jovi começa nesta segunda - feira

Banda faz show único no dia 06 de outubro no Estádio do Morumbi, em São Paulo os ingressos custam até 600 reais.


Bon Jovi

Começa nesta segunda-feira (26) a venda de ingressos para o show que a banda americana Bon Jovi faz em São Paulo, em outubro. A produtora T4F divulgou nesta ultima quinta-feira as informações sobre a apresentação, no dia 6 de outubro, no Estádio do Morumbi. Os ingressos vão de R$ 160 a R$ 600.

Será a única apresentação do grupo no Brasil. Na primeira semana, apenas clientes Mastercard, Citibank e Diners poderão comprar. A venda para o público em geral começa no dia 02 de agosto.

O show será no dia 06 de outubro, no Estádio do Morumbi. Será a primeira performance do Bon Jovi no país em quinze anos. A apresentação faz parte da turnê do último álbum da banda, The Circle, lançado no ano passado. É o 11º trabalho de estúdio do grupo, que foi formado em 1983 e já tem mais de 120 milhões de discos vendidos.

Clientes Credicard, Citibank e Diners poderão adquirir ingressos a partir da meia-noite do dia 26 de julho pela internet (www.ticketsforfun.com.br), e às 9h pelo telefone 4003-0696 (válido para todo o País). Os demais pontos de vendas espalhados pelo Brasil começam as vendas às 10h.

Já a bilheteria oficial do show, localizada no estacionamento anexo ao Credicard Hall (Av. das Nações Unidas, 17.981 - Santo Amaro), abrirá ao meio-dia. As vendas para o público em geral começam no dia 02 de agosto, nos mesmos horários e canais de venda.

Veja abaixo os preços de cada setor (estudantes pagam meia-entrada, limitados a 30% da lotação):

Pista premium: R$600
Pista: R$250
Cadeira superior azul, vermelho, laranja e premium: R$ 300
Cadeira inferior A e B: R$250
Arquibancada vermelha especial: R$ 200
Arquibancada vermelha: R$ 180
Arquibancada laranja: R$ 160

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Korzus confirma show em Santos

É com grande satisfação que as produtoras Heaven's Music/Wings Productions anunciam mais um grande evento na baixada santista; trata-se do SuperAction Metal Fest, evento beneficente aos trabalhos do Instituto SuperAção Total ( www.insat.org.br), e que terá como atração principal, a lendária banda paulista de Thrash Metal, KORZUS!

O KORZUS é sem dúvida um dos principais nomes da história do Metal brasileiro. Formada em 1983, e trazendo uma respeitável discografia contando 6 álbuns de estúdio, 2 ao vivo e 1 DVD, a banda conseguiu ao longo destes 25 anos de atividades fazer o seu som ecoar pelos quatro cantos do mundo, e pós 4 anos longe da Baixada Santista, a banda volta lançando seu mais novo trabalho, Discipline Of Hate, álbum mixado e masterizado no estúdio Mr. Som pelos vencedores de Grammy latino, Heros Trench e Marcello Pompeu em marco de 2010. Segundo a imprensa especializada e críticos de musica, este álbum é de longe o melhor da carreira da banda e vai levá-los ao um nível muito alto! 13 músicas matadoras, que todos vocês poderão conferir, além é lógico dos grandes clássicos da sua carreira, ao vivo no próximo dia 11 de outubro...

O evento será realizado na Fênix Coffee (antiga Royal Mercúrio - Avenida Presidente Wilson, 143 - Gonzaga - Santos - SP) e ainda terá a presença das bandas HEAVENLY KINGDOM, INFECTOR e PREDATORY.

Os ingressos começarão a ser vendidos no início do mês de agosto, com os valores de R$ 25,00 antecipados, e R$ 30,00 na portaria. (No dia levar 1 kg de alimento não perecível. Não serão aceitos sal e açúcar. Para quem não levar o alimento, será cobrado R$3,00 para compensar esta falta. Toda a renda e alimentos arrecadados serão direcionados aos projetos do INSAT). Em breve divulgaremos os postos de venda. Aguardem!

Enquanto isso, curtam em full hd, o mais novo vídeo clipe da banda "Truth" -> http://www.youtube.com/watch?v=rYJIFPFuxQk.

terça-feira, 20 de julho de 2010

The 69 Eyes executando repertório matador em nova turnê


A última vez que o quinteto esteve no País foi em 2005, durante o festival Live 'N' Louder, ao lado de bandas como SCORPIONS, Nightwish e DESTRUCTION.

A banda finlandesa de Gothic Glam Rock, THE 69 EYES, que recentemente confirmou retorno ao Brasil, está em plena turnê de divulgação do álbum "Back In Blood" lançado, no ano passado, via Nuclear Blast Records. Os Vampiros de Helsinque se apresentam no dia 25 de setembro, no Carioca Club, em São Paulo, e no dia seguinte, no Teatro Odisséia, no Rio de Janeiro.

Neste momento, Jyrki69 (vocal) Bazie (guitarra), Timo-Timo (guitarra), Archzie (baixo), Jussi 69 (bateria) estão realizando uma série de shows pela Europa e o set list executado tem agitado o público europeu evidenciando que as apresentações pela América Latina devem superar a expectativa dos fãs brasileiros.

Os ingressos para a apresentação em São Paulo já estão com as venda bem adiantadas e os ingressos podem ser adquiridos no site www.ingressorapido.com.br ou na tradicional Galeria do Rock, nas lojas Profecias e Rock Land. Os preços variam de R$ 55,00 (pista promocional/estudante) a R$75 (camarote promocional/estudante) na capital paulista. No dia do evento, a entrada será comercializada à R$110 (pista) e R$150 (camarote).
Os ingressos para os shows em São Paulo e Rio de Janeiro já estão à venda. Os preços variam de R$ 55,00 (pista promocional/estudante) a R$ 75 (camarote promocional/estudante) na capital paulista. No dia do evento, a entrada será comercializada à R$ 110 (pista) e R$ 150 (camarote). Na capital fluminense, a entrada custa a partir de R$ 50,00. Confira todos os pontos de venda em ambas as cidades ou informações adicionais em www.the69eyes.com.br


O repertório da turnê do The 69 Eyes tem sido o seguinte:
1.Back in Blood
2.Dead n' Gone
3.Perfect Skin
4.Betty Blue
5.The Good, the Bad & the Undead
6.Gothic Girl
7.Suspiria Snow White
8.The Chair
9.Kiss Me Undead
10.Dance D'Amour
11.Dead Girls Are Easy
12.Hunger
13.Never Say Die
14.Feel Berlin
Encore:
15.Devils
16.Framed In Blood
17.Brandon Lee
18.Lost Boys

Serviço São Paulo
Data: 25/09/2010
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899
Horário: 19h30
Ingressos: R$ 55,00 (pista promocional/estudante), R$ 75,00 (camarote promocional/estudante), R$ 110,00 (pista) e R$ 150,00 (camarote)
Postos de Venda
Galeria do Rock
Profecias - Av São João, 439 - São Paulo/SP - Fone: (11) 3333.2364 - Piso 1, Loja 214
Rock Land - Rua 24 de Maio, 62, 1º Andar Loja 262 - Fone:( 11) 3362.2606
Profecias Loja Liberdade - Shopping Sogo - Av. Liberdade, 363, 2º piso, Loja 209 Tel: (11) 3277.9606
Carioca Club - Rua Cardeal Arcoverde, 2899 - Fone: ( 11 ) 3813-8598
Ingresso Online:
http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=11038
Informações: (11) 7527.4084
Imprensa: (13) 9161.6267
Website do show: http://www.the69eyes.com.br/

Serviço Rio de Janeiro/RJ
Data: 26/09/2010
Local: Teatro Odisséia
Endereço: Rua Mem de Sá, 66, Lapa
Horário: 20h00
Ingressos: R$ 50,00 (antecipados) e R$ 70,00
Informações: www.the69eyes.com.br

Links relacionados:
http://www.69eyes.com/
http://www.myspace.com/theofficial69eyes

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Brasil Rock Rio 2011



As autoridades do Rio de Janeiro, que organizou as três primeiras edições do Rock in Rio (1985, 1991 e 2001), pretendem negociar o retorno do festival a cidade no próximo ano.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, se reunirá com o empresário Roberto Medina, proprietário dos direitos e organizador do festival, no dia 9 de agosto para negociar o retorno do Rock in Rio à cidade, disse hoje à Agência Efe uma fonte da assessoria de imprensa da Prefeitura.

"O único concreto até agora é a reunião que o prefeito terá com Medina e o grande interesse do Rio de Janeiro de organizar o Rock in Rio 2011", disse o assessor.

Apesar das autoridades ainda não confirmarem o retorno do festival, há indicações de que o festival será realizado em setembro do próximo ano em um terreno que a Prefeitura pretende expropriar na zona oeste da cidade.

O terreno será transformado no Parque do Atleta, um local próximo à Vila Olímpica no qual serão realizados espetáculos e eventos durante os Jogos Olímpicos que o Rio de Janeiro organizará em 2016.

Até o ano passado, Medina tinha previsto o retorno do festival ao Rio de Janeiro em 2014, para que coincidisse com a Copa do Mundo no Brasil.

O plano do empresário era organizar o festival em 2014 tanto no Rio de Janeiro como em Lisboa e Madri, cidades europeias que se transformaram na sede do evento nos últimos anos.

Após estrear no Rio de Janeiro, o festival se transferiu para Lisboa, onde foi realizado em 2004, 2006, 2008 e 2010, e para Madri, com edições em 2008 e 2010.

Em sua última edição no Rio de Janeiro, em 2001, o festival teve como atrações bandas como R.E.M., Foo Fighters, Guns N'Roses, Neil Young, Oasis e Rede Hot Chilli Peppers.

Na edição inaugural as maiores atrações foram Queen, Rod Stewart, AC/DC, Yes, The B-52's, Prince e Joe Cocker.

Dia 25/07 no Coliseu do Rock


Clique na imagem para ampliar o cartaz.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Shadowside publica tour report de shows na Europa no MySpace

A banda brasileira Shadowside publicou em sua página oficial no MySpace um completo tour report contando detalhes da viagem, dos shows, das partes divertidas que envolveram as performances do grupo no Rockin’ Transilvania realizado no Castelo de Bran, mundialmente conhecido como o Castelo do Conde Drácula, na Romênia, e no Banja Luka Rock Open Air, na Bósnia- Herzegovina, que foi transmitido ao vivo pela emissora TV RTRS (Radio Televizija Republike Srpske) para mais de 250 mil telespectadores.

Quanto a nova passagem da Wake Up Screaming Tour pelo Velho Continente que teve como objetivo promover o álbum Dare to Dream, que recentemente foi lançado no mercado europeu via S4/NL Distribution, a vocalista Dani Nolden evidencia como este dois shows foram intensos. “No Rockin’ Transilvania fomos recepcionados por um público vibrante, intenso. Eu não acreditava como eles balançavam a cabeça. Acho que muitas pessoas tiveram uma bela dor no pescoço e de garganta no dia seguinte (...). Já no Banja Luka Rock Open Air, depois da coletiva de imprensa, entramos em cena para uma platéia insana, que gritava cada palavra de nossas músicas. (...) Foi uma surpresa maravilhosa (...). Deixamos o palco pensando que o show havia terminado, mas ouvimos gritos pedindo pelo bis e então decidimos dar o que eles queriam -, bem como manter a nossa diversão mais longa. Saímos do palco em êxtase (...)".

Além disso, a Shadowside tem se mantido ativa na popular rede social Twitter. Para conferir todas as notícias ligadas à banda, acesse http://twitter.com/shadowsideband. Nos próximos dias, o grupo deve anunciar o agendamento de alguns shows pelo Brasil.

Confira o tour report completo e fotos da excursão em http://www.myspace.com/shadowsideband.


Links relacionados:
http://www.shadowside.ws
http://www.myspace.com/shadowsideband
http://www.myspace.com/shadowsidepress
http://www.myspace.com/fabiobuitvidas
http://www.myspace.com/ricardo_piccoli
http://www.youtube.com/user/ShadowsidePress7
http://twitter.com/shadowsideband
http://twitter.com/DaniNolden
http://twitter.com/ricardopiccoli
http://twitter.com/costabilejr

Produtora seleciona bandas de abertura para show do vocalista do MxPx

A produtora responsável pelo show de Mike Herrara, vocalista e baixista do MxPx, no país, vai proporcionar minutos de fama para novos talentos da música brasileira. A empresa está selecionando bandas para abrir a apresentação do artista em formato acústico, que acontece no próximo dia 22 de agosto (domingo), no Carioca Club, em São Paulo. Os grupos interessados devem entrar em contato pelo e-mail mxpxnobrasil@hotmail.com.

Os ingressos para este grande show já estão à venda e podem ser adquiridos tanto na lojas Lady Snake, na tradicional Galeria do Rock, ou pela internet, no site Ingresso Rápido. Os preços variam de R$ 35,00 a R$ 80,00 entre pista e camarote.

Recentemente, o frontoman mandou um recado convidando os fãs para conferir esta performance a qual ele executará os clássicos do MxPx com uma nova roupagem. Confira a mensagem em http://www.youtube.com/watch?v=ZOx2O8J7O7Q.

A turnê solo do artista pela América Latina é a seguinte:
12 Aug Latino Rock Cafe San Jose, COSTA RICA
13 Aug Isla de Atlapa Panama CIty, PANAMA
14 Aug Diva Nicotina Guayaquil, ECUADOR
15 Aug Teatro Acto Latino Bogota, COLOMBIA
16 Aug San Pues Medellin, COLOMBIA
18 Aug Noches de Barranco Lima, PERU
20 Aug El Sotano Rosario, ARGENTINA
21 Aug Roxy Live Buenos Aires, ARGENTINA
22 Aug Carioca Club São Paulo, SP, BRAZIL

Serviço São Paulo
Data: 22/07/2010 – São Paulo/SP
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899
Horário: 20h
Pontos de vendas: loja Lady Snake (Galeria do Rock) (11) 3333.6931 ou (11) 3361.7705
http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=11044
Informações: (11) 7527.4084
Imprensa: (13) 9161.6267

Links relacionados:
http://www.mxpx.com
http://www.myspace.com/mxpx
http://www.cariocaclub.com.br
http://theultimatepress.blogspot.com

Confirmado- Fernando Meirelles dirigirá filme sobre Janis Joplin


Janis Joplin: Get it while you can. Este é o título, ainda não confirmado, do filme sobre o último dia de vida da cantora Janis Joplin que será dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles.

Meirelles já era cotado para o projeto, mas a confirmação veio agora em entrevista dada pelo produtor Wyck Godfrey ao site FearNet. Godfrey, produtor da saga Crepúsculo, contou que o filme será feito pro sua companhia, mas será tocado por seu sócio Marty Bowen enquanto ele estiver envolvido na produção de Amanhecer.

Como Amanhecer tem o início de suas filmagens previsto para setembro deste ano, a produção deste novo filme de Meirelles também pode começar em breve. O filme será estrelado por Amy Adams, que participou de Uma noite no museu 2, Encantada e A vida num só dia.

Hugin Munin: Full-lenght oficial no inicio de 2011

A banda santista de Death/Viking Metal HUGIN MUNIN entrou em estudio para início das gravações do novo álbum e primeiro full-length oficial. Previsto para o inicio de 2011, o álbum terá o nome de "TEN THOUSAND SPEARS FOR TEN THOUSAND GODS", e será uma homenagem a todos os fãs e aqueles que apoiaram a banda desde o início. O álbum também contará com participações especiais ainda não reveladas.

Participarão no dia 25 de julho do THORHAMMERFEST, o primeiro festival viking/folk metal de São Paulo no Manifesto Rock Bar. Os ingressos antecipados (R$15,00)já estão à venda na Galeria do Rock em São Paulo.(Mutilation e Paranoid Records) No dia do festival será R$20,00 na porta.

Mais informações:
http://www.myspace.com/huginmuninbr
http://www.manifestobar.com.br
http://www.myspace.com/thorhammerfest

terça-feira, 13 de julho de 2010

Sim, nós temos Heavy Metal!

O KORZUS, até o momento, protagonizou no festival Araraquara Rock, a melhor performace do Metal em 2010

por Costábile Salzano Jr

13 de Julho! Esta é a data escolhida para celebrar o Dia Mundial do Rock. Mas nós, brasileiros, temos o que comemorar? Apesar dessa marolinha emo, que nem deve ser considerada como Rock, eu acredito que se voltarmos os olhos para o patinho feio do Heavy Metal, é claro que temos muito o que nos orgulharmos! Sim, isso mesmo! O Heavy Metal deveria ser o orgulho dos roqueiros, headbangers ou qualquer adjetivo que denomine a pessoa que gosta do som pesado e repleto de atitude.

A mídia mainstream brasileira pode fechar os olhos, tentar tapar o sol com a peneira, voltar todo o foco e tentar enfiar goela abaixo o som de um bando de moleques andrógenos com um colorido sem identidade, mesmo assim não poderão esconder o talento que existe dentro do cenário do Heavy Metal nacional. Assim como o Hardcore, o Metal é outro segmento que não precisa da mídia de massa para sobreviver. Os dois estilos musicais são mantidos pelos próprios fãs, são “auto-sustentáveis” mesmo no romantismo do underground ou mostrando seu poderio ao encher as grandes arenas nos shows internacionais.

SHADOWSIDE
É bem verdade que faz tempo que, o coração do Heavy Metal brasileiro não bate apenas de Sepultura, Angra e Krisiun. Com o passar dos anos, o cenário se desenvolveu, cresceu e se mantém em ascensão vide o caso de bandas como Korzus, Torture Squad, Shadowside, Hibria e Claustrofobia, que estão cada vez mais bombando tanto no cenário nacional, como adquirindo respeito e prestígio no exterior. Isso sem contarmos com as dissidentes subdivisões do Angra, que geraram André Matos, Shaman, Hangar, Remove Silence, Bittencourt’s Project e Almah.

TORTURE SQUAD
Se pararmos para contar, só no paragráfo acima, foram mencionados 14 brilhantes grupos. Vale a pena lembrar que ainda podemos incluir na lista Tuatha de Danann, Unearthly, Mindflow, Dr. Sin, Distraught, Command6, Eminence, The Ordher, King Bird, Red Front, Deventter, Andragonia, Madgator, Malefactor, Tempestt, Violator, o lendário Vulcano, Ayin e Ravenland. Também não podemos nos esquecer de Scelerata, Rygel, Chemical Disaster, Hugin Munin, Opus Tenebrae, Goatlove, os cariocas do Libra que sumiram após o show de abertura para o KISS, Chipset Zero, Kamala, Ecliptyka, SkinCulture, Sarcafago, Stress, Confronto, Nocturna e Sacrificed. Nessa lista, é bem capaz que tenha cometido a injustiça de esquecer algum nome, mas é totalmente compreensível já que o numero de bandas promissoras neste país é vasto demais.

No entanto, esta tsunami de shows internacionais que vem varrendo o Brasil, por um lado é super interessante, pois a galera está tendo a oportunidade de conferir diversos artistas consagrados. Porém, estes eventos tem prejudicado e muito as bandas nacionais, que encontram grande dificuldade em agendar bons shows ou se apresentar para uma plateia de número satisfatória. Portanto, fica evidente que se o público não prestigiar, não apoiar os eventos nacionais, o cenário vai ruir em poucos anos, ou seja, a única solução para que as bandas brasileiras sobrevivam será buscar cada vez mais o mercado no exterior, atividade que já está em execução por diversos artistas há um bom tempo.

Outro fator importante que tem ajudado no crescimento das bandas são os meios de comunicação especializados. Atualmente, o Brasil dispõe de diversos veículos que difundem o trabalho dos mais diversos grupos musicais. Sem a Imprensa, sem a determinação de muitos jornalistas, com certeza, toda esta evolução que acompanhamos diariamente não seria possível. Na maioria das vezes, a mídia é obrigada a escutar palavras hostis sem motivos pelo público, pois se esquecem que, no final das contas, são estes comunicadores que informam, formam opiniões e ajudam os músicos a divulgar o seu trabalho.

CLAUSTROFOBIA
Além disso, no Brasil, praticamente todas as pessoas que curtem Metal tocam um instrumento, tem uma banda e por isso se acham capazes de criticar a torto e a direito. Sem contar, aqueles que fãs que parecem torcedores de futebol, que só pensam em apoiar apenas uma banda e sai por ai, principalmente na invisibilidade da internet, difamando uns e outros. O que eu quero dizer é que uma andorinha não faz verão. Se tomarmos como exemplo o cenário sueco podemos perceber a quantidade de bandas que tomaram de assalto o Mundo. O que era o cenário sueco anos atrás? Praticamente nulo, hoje eles são os ditadores de regras do Metal. É certo que eles tiveram diversos fatores que ajudaram nesse desenvolvimento, mas nós, brasileiros, temos garra, determinação e força de vontade para vencer, derrubar barreiras e conquistar territórios.

Desta forma, os fãs precisam entender, de uma vez por todas, que são eles que fazem a cena, que eles precisam encontrar alguma forma para apoiar as bandas nacionais. Quem sabe, um dia, o cenário brasileiro dite as tendências do Metal Mundial... Talento, determinação, ousadia, garra e perseverança, qualidades que eu acredito que nossas bandas têm! O Brasil não é só o país do samba, do funk, do remelexo, o Brasil também é o país do Heavy Metal. Sim, nós temos Heavy Metal e dos bons!

Parabéns à todos que mantêm o Rock e o Metal vivos e de cabeça erguida!

Korzus lança novo CD



Metal e cultura juntos em um evento inédito. A banda paulistana Korzus está dando seqüência na divulgação do seu novo álbum Discipline of Hate, lançado pela gravadora alemã AFM Records.

O evento será na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Pompéia, nesta quarta-feira (14/07), às 19h30.

A banda vai apresentar algumas músicas do seu novo CD. Depois do pocketshow haverá uma sessão de autógrafos e um bate-papo com os fãs, no auditório da Livraria Cultura.

O novo CD estará a venda no local.

Livraria Cultura/Bourbon Shopping Pompéia - Rua Turiassu, 2100


segunda-feira, 12 de julho de 2010

Vocalista do MxPx manda recado aos fãs brasileiros

Faltando pouco mais de um mês para novamente desembarcar no Brasil, Mike Herrera, vocalista e baixista da banda de punk rock MxPx, enviou um recado aos fãs brasileiros através de um video publicado no Youtube evidenciando a expectativa do músico para a única performance que realizará no país.

Mike Herrera, considerado um dos artistas mais respeitados do segmento musical, tocará todos os clássicos do grupo norte-americano em formato acústico, no próximo dia 22 de agosto (domingo), no Carioca Club, em São Paulo.

Os ingressos para este grande show já estão à venda e podem ser adquiridos tanto na lojas Lady Snake, na tradicional Galeria do Rock, ou pela internet, no site Ingresso Rápido. Os preços variam de R$ 35,00 a R$ 80,00 entre pista e camarote.

Assista o video em http://www.youtube.com/watch?v=ZOx2O8J7O7Q

Serviço São Paulo
Data: 22/07/2010 – São Paulo/SP
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899
Horário: 20h
Pontos de vendas: loja Lady Snake (Galeria do Rock) (11) 3333.6931 ou (11) 3361.7705
Internet: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=11044
Informações: (11) 7527.4084
Imprensa: (13) 9161.6267

Links relacionados:
http://www.mxpx.com/
http://www.myspace.com/mxpx
http://www.cariocaclub.com.br/

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Theatre of Tragedy encerra carreira com show intimista em SP

matéria Costábile Salzano Jr
foto: Eduardo Guimarães/Território da Música

A primeira e última apresentação da banda norueguesa Theatre of Tragedy começou e terminou de forma melancólica. O último show da carreira dos precursores do Gothic Metal foi intenso, repleto de clássicos e muita emoção. Uma exibição inesquecivel!

A primeira banda de abertura foi a até então desconhecida Volúpia Di Baco. Acredito que, pela falta de experiência, pecaram ao realizar uma fraca performance. Integrantes estáticos pareciam estar sem empolgação e essa falta de energia passou para o público que acompanhou o show praticamente como meros espectadores à espera da próxima atração.

Na sequência, veio o Ravenland. Com mais tempo de estrada, os paulistanos capricharam na produção de palco, pois sabiam o quão importante era aquela noite para a carreira deles. Com uma sonoridade influenciada pelo Gothic Metal de Moonspell e do próprio Thatre of Tragedy, os integrantes da Ravenland não pouparam esforços para conquistar o público, até mesmo quando encontram alguns problemas técnicos no decorrer da exibição. Composições como Presage, The Last Sunset, SoulMoon, Nas Asas do Corvo e a derradeira Zodiac foram mais instigantes e a interatividade com a platéia foi bem maior que a Volúpia de Baco, ou seja, finalmente deixaram os fãs preparados para a atração principal.

Às 21h25, o Theatre of Tragedy entrava em cena para o seu primeiro, único e último show no Brasil. “Hide and Seek” música de abertura do fraco novo álbum Forever is the World abriu alas para que Frank Claussen (guitarra), Vegard K. Thorsen (guitarra), Erik Torp (baixo), Hein Frode Hansen (bateria), Lorentz Aspen (teclado), Raymond István Rohonyi (voz) e a nova vocalista Nell Sigland, que teve muita personalidade e coragem em substituir Liv Kristine, finalmente conhecessem os privilegiados fãs brasileiros.

Provavelmente, a primeira impressão dos noruegueses não deve ter sido das melhores. É bem capaz que eles tenham tomado um susto ao ver o Carioca Club praticamente vazio mediante a importância do evento o que ocasionou uma entrada um tanto fria. Porém, os fãs que estavam lá queriam vivenciar aquele show até o último momento de forma intensa. Portanto, fizeram o que as bandas internacionais mais admiram: transmitiram calor, vibração e evidenciaram a sua enorme devoção pelo Theatre of Tragedy.

Esse feedback acendeu a banda que começou a se movimentar mais, interagir com os fãs e vivenciar aquela histórica noite com mais intensidade. Grande exemplo foi quando tocaram Lorelei, faixa do álbum Aegis, primeiro grande clássico do vasto repertório.

Outras composições que emocionaram foram “A Rose for the Dead”, “Cassandra”, “A Hamlet For A Slothful Vassal “, “And When He Falleth”, “Venus”, “Storm” e “Fade”. O bis veio com “Machine”, “Der Tanz der Schatten” e a despedida do público brasileiro ficou por conta de “Forever is the World”.

Infelizmente, no último dia 27 de junho, tivemos que acompanhar o desaparecimento da banda precursora de um segmento musical. Uma triste despedida que ficará marcada na lembrança de poucos afortunados. É bem certo que, se este show acontecesse na época do álbum Aégis, a receptividade seria bem maior. No entanto, por se tratar de um encerramento, confesso que esperava bem mais dos apreciadores do estilo musical.

Não podemos esquecer que a economia brasileira, apesar do que o governo insiste e persite em divulgar, ainda é fraca, sem condições de suportar essa grande tsunami de shows internacionais. Antes, trazer bandas estrangeiras era o grande filão do mercado, hoje, a situação é bem outra e já começa a dar prejuizos. O público brasileiro e principalmente os paulistanos que recebem 99% dos eventos, não tem condição para acompanhar todos os shows e, assim tendo que escolher entre uma atração ou outra.

A verdade nua e clara é que os fãs ficaram mal acostumados. Toda semana há uma banda estrangeira em turnê pelo Brasil. Além de não prestigiarem as bandas nacionais com um preço bem mais acessivel, as pessoas continuam comentendo os mesmos erros gastando dinheiro enchendo a cara com bebida de pessima qualidade e criticando o preço dos ingressos.

Infelizmente, o Theatre of Tragedy pagou por isso. Para sorte dos fãs, os músicos são experientes, sabem lidar com adversidades e se exibiram com a mesma vontade de como se estivessem tocando em um grande festival com a possibilidade de interagiram e estenderam a mãos aos fãs.

Vale a pena ressaltar que, a vocalista Nell mostrou ao vivo diante dos verdadeiros apreciadores da banda porque foi a melhor escolha para substituir Liv Kristine. A frontwoman esbanjou carisma e técnica. Ela cantou muito! Teve a capacidade de enterrar diante dos olhos de toda a platéia o fantasma da ex-vocalista!

O único pesar foi pela presença de alguns idiotas que ao invés de ficarem quietos ou bebendo no bar da esquina, ficaram xingando as bandas brasileiras que representavam o país naquele momento “especial”. Infelizmente, este tipo de pessoas acéfalas ainda persitem dentro do Heavy Metal. Por sorte (ou seria inteligência?), a voz desses imbecis não teve a minima consideração com o restante do público.

Um show inesqucivel tanto para os fãs como para a banda.

Set list Theatre of Tragedy – 27 de junho de 2010 – Carioca Club – São Paulo
1. Hide And Seek
2. Bring Forth Ye Shadow
3. Lorelei
4. Frozen
5. Ashes And Dreams
6. A Rose For The Dead
7. Fragment
8. And When He Falleth
9. Venus
10. Hollow
11. Storm
12. Image
13. Cassandra
14. A Hamlet For A Slothful Vassal
15. Fade
Bis:
16. Machine
17. Der Tanz Der Schatten
18. Forever Is The World

Confira a galeri de fotos em http://www.territoriodamusica.com/galeria/?c=411

terça-feira, 6 de julho de 2010

Som de Qualidade Ecos Falsos e Zebra Zebra.


Ecos Falsos e Zebra Zebra



Por . Eliane Almeida.

Fotos . Eliane Almeida, Juh Ferraz e Paulo Santos.


No último dia 27, as bandas Zebra Zebra, de São Vicente, e os paulistanos do Ecos Falsos deram um show de qualidade no Studio Rock Café, em Santos. Contando com um bom público, o show, que teve como foco principal a arrecadação de roupas de inverno para as famílias da Vila Telma, em Santos, que no último dia 10 de maio sofreram com um grave incêndio, no qual cerca de 200 barracos foram atingidos. Não houve vítimas fatais, mas cerca de 120 famílias perderam tudo o que tinham.

Ecos Falsos e Zebra Zebra


Os caras da Zebra Zebra trouxeram as canções do descontraído e diferenciado Cabeças Novas Também Mofam, como “O Bicho e o Diamante”, “A Arte Já Morreu”, “Intervenção”, “Já Dizia Minha Vó”, “Canção de Amor n*6”, além das novas “Bonita”, “2 Copos D’ Água”, “ Eu Mudo” e “ Não Sei”. Segundo Kennedy Lui, a banda segue gravando o seu próximo EP, com seis músicas inéditas.

Zebra Zebra

Ecos Falsos


Segundo Daniel Akashi, do Ecos Falsos, está programado para este ano, além do lançamento do videoclipe, um livro com 15 histórias de ficção escritas pela banda , o primeiro reality show escrito composto por autobiografias quase reais. Além disso o evento contou com a discotecagem do Coletivo Valsa e Fabrício da banda Garage Fuzz.


Confira - Santos - 27/06/2010- Studio Rock Café.

Vídeo – Ecos Falsos – ao vivo - “Guaraná” ( com a banda Zebra Zebra).

Vídeo – Zebra Zebra – ao vivo – “Canção de amor nº6 ”.


Para saber mais sobre o trabalho dos caras acessem:


http://www.ecosfalsos.com.br/


http://www.zebrazebra.com.br/


E para continuar a ajudar à população da Vila Telma que se recupera dos estragos causados pelo incêndio, procure a Secretaria de Assistência Social de Santos:

Rua XV de Novembro,195
8 º andar Centro Santos/SP
Cep: 11010-151

Tel: (13) 3219-6769/ Fax: (13) 3201-5024.


video

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Rygel estreia nova formação no Araraquara Rock neste sábado

A banda santista Rygel acaba de ser confirmada no cast do Araraquara Rock Festival. O grupo, que na ocasião estreará sua nova formação, se apresenta, no dia 10 de julho (sábado), às 18h30, no Teatro de Arena Prefeito Benedito de Oliveira. Na mesma noite, o evento traz também como atração os grupos Thriven, Holiness, Mother Zombie, Ace 4 Trays, Andragonia, Adágio, Madgator, Korzus e Angra.

Neste momento, Daniel Felipe (vocal), Wanderson Barreto (guitarrista), Aníbal Pontes (guitarrista), Rodrigo Neves (novo baixista), Vagner Silva (bateria) e Fabiano Ramalho (teclado) estão em plena fase de composição do sucessor do álbum "Realities... Life As It Is". "Estamos trabalhando nas composições do novo álbum, que terá uma proposta mais pesada e densa. As letras ainda mantem a temática referente à desafios e superações. Enquanto isso, estamos realizando alguns shows e estamos muito ansiosos para tocar no festival. Com certeza, a galera pode esperar pelo lema da banda: peso, porrada e agitação", declarou o frontman.

Realizado desde 2001, o Araraquara Rock é um dos festivais mais tradicionais do País, sempre contantando com uma grande média de público. O evento produzido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e Fundartreune três dias de muito Rock. A sua principal meta é apoiar bandas de garagem que invistam em trabalhos autorais, oferecendo à elas, a oportunidade de se apresentarem para um público massivo e apaixonado, em um palco com ótima infra-estrutura! No total, serão 18 bandas selecionadas por um corpo de júri mais que especializado. De quebra, o festival ainda convida algumas bandas já consagradas nos cenários nacional e até mesmo internacional, para dar uma apimentada no casting.

Para mais informações, acesse www.araraquararock.com.br

Links relacionados:
www.rygel.net
www.myspace.com/rygelband
www.twitter.com/rygelband
www.youtube.com/rygelband

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Vocalista do MxPx confirma apresentação acústica no Brasil

Mike Herrera traz na bagagem repertório repleto de clássicos
Crédito da foto: divulgação
Mike Herrera, vocalista e baixista da banda de punk rock MxPx confirmou que está de passagem marcada para retornar ao Brasil. O músico que já tocou em várias cidades do País, se apresenta no próximo dia 22 de agosto (domingo), no Carioca Club, em São Paulo. No repertório, todos os clássicos do grupo norte-americano em formato acústico.

Os ingressos para este grande show já estão à venda e podem ser adquiridos tanto na lojas Lady Snake, na tradicional Galeria do Rock, ou pela internet, no site Ingresso Rápido. Os preços variam de R$ 35,00 a R$ 80,00 entre pista e camarote.

A turnê solo do artista pela América Latina é a seguinte:
12 Aug Latino Rock Cafe San Jose, COSTA RICA
13 Aug Isla de Atlapa Panama CIty, PANAMA
14 Aug Diva Nicotina Guayaquil, ECUADOR
15 Aug Teatro Acto Latino Bogota, COLOMBIA
16 Aug San Pues Medellin, COLOMBIA
18 Aug Noches de Barranco Lima, PERU
20 Aug El Sotano Rosario, ARGENTINA
21 Aug Roxy Live Buenos Aires, ARGENTINA
22 Aug Carioca Club São Paulo, SP, BRAZIL

Serviço São Paulo
Data: 22/07/2010 - São Paulo/SP
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899
Horário: 20h
Pontos de vendas: loja Lady Snake (Galeria do Rock) (11) 3333.6931 ou (11) 3361.7705
Internet: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=11044
Informações: (11) 7527.4084
Imprensa: (13) 9161.6267

Links relacionados:
http://www.mxpx.com
http://www.myspace.com/mxpx
http://www.cariocaclub.com.br

Editora Santista lança livro Iron Maiden - 30 Anos Da Besta

Está previsto para Agosto de 2010, o lançamento da versão nacional do livro "Iron Maiden - 30 Anos Da Besta", biografia da banda inglesa de heavy metal Iron Maiden escrita pelo jornalista inglês Paul Stenning.

O livro conta a história, sem censura, da banda inglesa desde seu ínicio em 1976, até o ano de 2006, tudo atrelado e recheado de entrevistas exclusivas com membros, ex-membros e personagens que fazem parte de toda a história do conjunto.

Stenning é jornalista especializado em música e já escreveu para revistas como Metal Hammer, Terrorizer, Record Collector, Alternative Press e Metal Maniacs. Em "30 Anos Da Besta", Stenning não poupa ninguém e conta a verdadeira história da 'Donzela De Ferro', com todos
os detalhes e curiosidades a que teve acesso.

Este é o primeiro livro sobre o Iron Maiden a ser lançado no Brasil, e primeiro lançamento da Beast Books, nova editora especializada em livros de rock e heavy metal.

Iron Maiden - 30 Anos Da Besta
300 Páginas
Beast Books
Previsão: Agosto/2010
Pré-Venda: Julho/2010
Tiragem: 1000 cópias

Cenas Rock Festival



Por. Eliane Almeida e Madeleine Alves.



O 1º Cenas Rock Festival, realizado no último dia 12 no Coliseu do Rock, em Santos, não deixou nada a desejar. Contando com um público fiel, o evento inicialmente teria como umas das atrações o retorno aos palcos da banda Carnal Desire e seu vocalista, Tarso Wierdak. Mas isso não foi possível devido a problemas de saúde de Tarso, que além de enfrentar uma batalha diária contra o diabetes, teve dengue como companhia.





Mesmo com os imprevistos, a peteca não caiu: as bandas Evil Black Embrace, Al-Qaeda, Predatory e Câibra Cerebral mandaram muito bem . A abertura ficou por conta dos caras Renato Bartkus (Vocais), Fabrizio Loureiro (Guitarra), Raoni de Lucia (Baixo) e Viktor Mouta (Bateria) da banda Evil Black Embrace (São Vicente/SP), que trouxe para a galera o seu bravo death metal cheio de originalidade e competência. E a noite prometia.











Em seguida, foi a vez dos caras Gordo (Vocais), Renato Metal (Guitarra), Sherk (Baixo) e Baraka (Bateria),da banda Al-Qaeda (Cubatão/SP), com seu som destruidor.










Já a estréia da noite, trazendo sua nova formação, ficou por conta dos caras Renato Bartkus (Vocais), Thiago Pacheco (Guitarra), Ricado Lima (Guitarra), Anderson Casarini (Baixo) e Luiz Carlos (Bateria), com a banda de trash metal Predatory (Praia Grande/SP) — que disponibilizou recentemente, em seu MySpace, prévias de seu novo trabalho. Deste, 11 músicas serão gravadas com a atual formação, que conta agora com o vocalista Renato Bartkus (que substituiu Marcos Politi em fevereiro de 2010).

















E, para fechar a noite, Tico e sua trupe, com a banda Cãibra Cerebral (Santos/SP), com seu punk rock bem humorado, letras contra o sistema político e a corrupção. “Viva Sociedade Alternativa”, “Vampiro Doido” e “Prega O Olho Dele” estavam no repertório.










Para conhecer o trabalho dos caras;

Evil Black Embrace

http://www.myspace.com/evilblackembrace
http://www.evilblackembrace.com

Al Qaeda

http://www.myspace.com/alqaeda1

Predatory

http://www.myspace.com/predatorythrashmeta

Cãibra Cerebral

http://www.myspace.com/caibracerebral








Mais fotos deste evento você confere em - http://www.myspace.com/cenasrock





Agradecimentos: Carnal Desire; Tarso Carnal; Waltuir Alves; Ludmilla C. ( Baixada Metal); Paulinho F; Luiz C.(Batata); Renato (Podrão); Tico; Madeleine Alves; Juh Ferraz; Vanessa Garcia; Fabrizio Loureiro; Cris (Santos Rock); Rodrigo ( Coliseu do Rock); Costábile SS Jr; Kennedy Lui; Caio Marques; Wellington W.; Fabio Machado; Dakota Studio;